A HISTÓRIA POR TRÁS DA DANIEL WELLINGTON


Foi uma reunião ocasional do outro lado do mundo que fez surgir a ideia da Daniel Wellington. Durante a sua viagem, o nosso fundador, Filip Tysander, conheceu um intrigante cavalheiro britânico com um estilo impecável mas despretensioso. O homem tinha um gosto especial por usar os seus relógios antigos em braceletes NATO, velhas e gastas. O seu nome? Daniel Wellington.

Inspirado pelo estilo intemporal que acabara de conhecer, Filip decidiu criar a sua própria linha de relógios. Minimalista e refinado, o design clássico com braceletes intermutáveis tem realmente uma ampla capacidade de atração. Passados alguns anos, este design continua a ser uma parte importante do que faz da Daniel Wellington tão especial.

O DESIGN

Daniel Wellington adorava usar os seus relógios em velhas pulseiras NATO. Nós gostámos tanto da ideia e do sentido da mistura que decidimos incorporar essa ideia na nossa própria linha de relógios. Sentimos que era importante fazer um relógio fino e elegante – queríamos um design limpo, sem muitos atributos, que ficasse bem com os diferentes padrões e cores das icónicas pulseiras NATO.

Após regressar da sua viagem, Filip começou a experimentar diferentes combinações do seu agrado.

Era importante que ele próprio gostasse do relógio, caso contrário estava certo de não ser capaz de o vender e orgulhar-se dele. Aos poucos, nasceu um belíssimo relógio. Era fino, refinado e perfeitamente redondo. Era minimalista e sem muitos atributos. Acreditamos que o design simultaneamente tradicional e fresco combina perfeitamente tanto com a colorida pulseira NATO como com a elegante pulseira em couro, e agradará a quase qualquer pessoa com sentido de design clássico e intemporal.